Bem-estar e proteção

Crosta láctea: o que é e o que fazer

A crosta láctea no recém-nascido, ou dermatite seborreica, é uma erupção cutânea que ocorre nos recém-nascidos: descubra as causas, os tratamentos e todas as dicas e conselhos dos especialistas do Observatório Chicco.

crosta lattea

Recém-nascidos e crosta láctea: uma combinação frequente

A crosta láctea é uma erupção cutânea típica nos recém-nascidos que habitualmente desaparece espontaneamente. Seguem-se algumas dicas para ajudar à sua eliminação.

Sinais distintivos de crosta láctea: placas e crostas

A crosta láctea é uma condição cutânea nos recém-nascidos que ocorre nos primeiros 4 ou 5 meses, com o aparecimento de placas amareladas e oleosas e crostas. Localiza-se essencialmente no couro cabeludo, prolongando-se para as sobrancelhas, testa, zonas laterais do nariz, queixo e atrás das orelhas, podendo também afetar outras partes do corpo como as  pregas inguinais.

Como, quando e porquê

Crosta láctea no recém-nascido – também denominada dermatite seborreica – é uma condição benigna que, em regra, não perturba o seu bebé. Está associada à produção excessiva de sebo, que se acumula na pele e que causa a formação de placas oleosas que se agarram à pele. A causa é desconhecida, mas uma hipótese é a associação às hormonas maternas na corrente sanguínea do bebé que poderão estimular as glândulas sebáceas.

Mitos e lendas

A crosta láctea tem este nome porque, no passado, era atribuída ao leite materno. Mas não é verdade. Outros fatores considerados responsáveis pela condição mas que estão agora afastados são uma má higiene nos recém-nascidos, infeções, intolerância e alergias.

Como deve tratar a crosta láctea?

A crosta láctea tende a desaparecer espontaneamente. No entanto, se o seu bebé a apresenta, pode ajudar através de algumas técnicas de cuidados cutâneos. Um exemplo seria suavizar a pele com óleos vegetais, massajando ligeiramente. Outro exemplo, lavar a zona afetada com produtos de limpeza ricos em substâncias calmantes ou à base de óleo. Outra proposta é remover as placas já soltas com um pente ou escova macia, evitando esfregar a pele para não a irritar ainda mais. 

Também lhe pode interessar

Sobre o mesmo tema

Publicação

Publicação

Publicação