Gravidez

Parto na água: prós e contras

Todos os aspetos a ter em conta ao considerar um parto na água

parto-in-acqua

Parto na água: vantagens e benefícios de dar à luz na água. Descubra tudo o que é preciso com o conselho dos especialistas do Observatório Chicco. 

Parto na água

Nos últimos 10 anos, o parto na água tornou-se cada vez mais popular entre as futuras mães que estão à procura de uma alternativa ao parto tradicional. O objetivo é aliviar a dor do parto e garantir uma experiência feliz e positiva, ao mesmo tempo que torna o processo menos traumático para o bebé. 

Porquê optar por um parto na água?

Hoje em dia é conhecido e cientificamente comprovado que a imersão na água tem um efeito relaxante nos músculos do corpo, e pode ajudar a regular a respiração e reduzir a perceção de dor. Provas cientificas mostram que estar rodeado de água reduz o pedido de anestesia/epidural e a própria duração do parto, ajudando assim as mulheres a estarem mais ativas e permitindo que participem no nascimento.  

Concretizar o parto na água em casa: custos

É possível realizar um parto na água em casa, mas é importante considerar os custos e garantir que tem o equipamento necessário. Qualquer pessoa que deseja ter um parto na água em casa vai precisar de alugar uma piscina de parto: custam cerca de 400 euros dependendo do tipo de piscina. Por questões de saúde e segurança, uma cobertura descartável para a piscina deve ser comprada; que permanece em contacto com o corpo da mãe durante o parto. Existem várias associações de obstetras especialistas que oferecem o serviço a preços razoáveis, e que inclusive levam a piscina. No entanto, recomendamos que fale primeiro com o seu ginecologista, e só depois de receber a aprovação, poderá começar à procura de obstetras especialistas em partos na água em casa na cidade em que vive.

Existem contraindicações para um parto natural na água?

O parto na água não está associado a nenhum risco específico para a mãe e para o bebé, mas é apenas aconselhável a gravidezes de baixo risco. Um parto na água não é recomendado quando o trabalho de parto não corre como esperado, quando é muito longo, nos casos em que o líquido amniótico é colorido ou quando existe receio de complicações. Na presença de certas condições, o parto na água não é indicado, incluindo nascimento pélvico, nascimento de gémeos e nascimento prematuro. Mesmo nos casos de ausência de risco, é importante discutir com o seu ginecologista ou obstetra com antecedência, avaliando os prós e contras do parto na água e assegurar que o local de nascimento segue rigorosamente os protocolos necessários. 

Onde se pode realizar o parto na água

Nem todos os hospitais estão equipados com uma piscina para parto. Se isto é algo que deseja, ao trazer o seu bebé para o mundo, é melhor organizar tudo com antecedência, para que descubra onde e como pode ter um parto na água.

 

Sobre o mesmo assunto

TEMPO DE ENTREGA
Entrega em 3 dias úteis e em 40% dos casos em 1 dia!
SATISFEITO OU REEMBOLSO
Portes grátis a partir de 30€. Se não estiver satisfeito, é realmente fácil fazer a devolução.
RECOMENDADO
95% dos clientes recomendariam comprar na Loja Online.